Vidroplano
Vidroplano

Morre Carlos Bratke, responsável por “envidraçar” a Berrini, em São Paulo

Postado em 10/01/2017 às 6:09

home

Na segunda-feira, 9 de janeiro, a arquitetura brasileira perdeu um de seus grandes representantes: Carlos Bratke. O profissional nos deixou aos 74 anos, mas seu legado permanecerá em toda a capital paulista. Ele foi um dos responsáveis por transformar a Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini, na Zona Sul de São Paulo, no que conhecemos hoje: um grande centro empresarial com arranha-céus envidraçados por todos os lados. Apenas naquela região da cidade, ele assinou cerca de 60 projetos. O último foi o edifício Jacarandá, em uma via paralela à avenida.

Convertido ao vidro

Apesar de no início de sua carreira, nos anos 1960, ter feito trabalhos sob o que prega a arquitetura brutalista, conhecida pelo uso massivo do concreto aparente, Bratke, com o passar do tempo, passou a utilizar cada vez mais vidro em seus projetos. Assim, acabou criando o estilo mais fluído pelo qual ficou conhecido. Ele também inovou na utilização de formas geométricas, unindo ângulos e curvas de maneira genial.

Para homenagear esse ícone da arquitetura brasileira, apresentamos sete obras onde o vidro é destaque. Confira abaixo e veja as fotos na galeria.

1 – Edifício Jacarandá
Cidade Monções, São Paulo
O projeto faz bom uso dos quase 6 mil m² de terreno. Apesar de ter apenas seis andares, o prédio tem um espaço interno grandioso – característica das obras de Bratke. A fachada de vidro tem duas cores e “abraça” o prédio de maneira completa. Os vidros utilizados são de controle solar, da Cebrace, laminados pela GlassecViracon.

2 – Centro Empresarial e Cultural João Domingues de Araújo
Cidade Monções, São Paulo

Este é um dos exemplos da fluidez de formas marcante no trabalho do arquiteto. A impressão que temos é de que há um cilindro dentro de um prisma retangular. O contraste é notável e a escolha dos vidros foi decisiva: no cilindro, vidros azuis; no prisma, alternância com vidros opacos brancos. Todos foram fornecidos pela Pilkington.

3 – Edifício Ronaldo Sampaio Ferreira
Cidade Monções, São Paulo
Tem uma grande praça na frente. A intenção? Aumentar a distância entre a avenida, com constantes congestionamentos, e a entrada do prédio. O desenho da fachada envidraçada também acentua esse distanciamento com uma reentrância (ângulo para dentro da construção). Os vidros azuis no centro e prata nas laterais inclinadas favorecem essa interpretação.

4 – Edifício Attilio Tinelli
Brooklin Novo, São Paulo
Neste projeto, Bratke também brincou com a geometria, dando a impressão de que podemos “girar” a fachada e fazê-la ficar uniforme novamente. Totalmente envidraçado, o prédio utiliza vidros reflexivos em duas tonalidades.

5 – Edifício Irene de Azevedo Soares
Itaim Bibi, São Paulo
Limitado pela legislação urbana de São Paulo, que impede a construção de prédios altos nesse trecho do bairro do Itaim Bibi, o arquiteto usou muito aço e vidro para criar este prédio. Vidros incolores laminados temperados de 18 mm foram instalados por meio do sistema spiders glass na fachada da loja localizada no térreo, com pé direito duplo. Acima, o prédio de cinco andares é um cubo envidraçado com painéis prateados.

6 – Centro Empresarial Paulista
Morumbi, São Paulo
Saindo um pouco da região da Berrini e indo para o Morumbi, vemos mais um trabalho de Bratke. O projeto deste centro empresarial, dividido em duas alas, mostra a versatilidade do profissional ao lidar com vidro, concreto e tijolo aparente. Uma ala é toda envidraçada e curva, um desafio para a equipe, que contou a empresa Tecnofeal para fazer as esquadrias e a instalação das estruturas para os vidros laminados da Pilkington.

 

7 – Edifício EF Educação
Jardim Paulista, São Paulo
O escritório na capital paulista, localizado na Avenida Brigadeiro Luiz Antônio, está instalado em um prédio criado por Bratke na década de 2000. Com uma fachada envidraçada que se projeta à frente, o prédio basicamente não sofreu alterações desde a sua inauguração. Recentemente, o escritório ST Arquitetos Associados foi contratado para atualizar o prédio e instalar a operação da EF no local. Mais vidro foi adicionado ao projeto, com muitas divisórias na área interna feitas do nosso material!

Bônus! Lembre-se de Carlos Bratke da próxima vez que olhar para um dos famosos relógios de rua da capital paulista! Ele e Tomie Otake assinam os dois tipos de designs dos relógios que ocupam diversos cruzamentos da cidade.

8 - relogio

Confira as fotos a seguir!

Marcadores: Espelhos

Comentários via Facebook

Comentários via Blog

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>



Newsletter

Cadastre-se aqui para receber nossas newsletters