10º VidroSom lota auditório em Curitiba - ABRAVIDRO
Vidroplano
Vidroplano


10º VidroSom lota auditório em Curitiba

26/09/2017 - 18h43

Com soluções inovadoras e apresentação de casos sobre conforto acústico, o 10º Seminário de Soluções Acústicas em Vidro (VidroSom) foi realizado no dia 15 de setembro na capital paranaense. Mais de cem pessoas lotaram o auditório da Expo Unimed para aprender mais sobre a importância do vidro e seu valor agregado em projetos de acústica.

Foram seis palestras. Em uma delas, o engenheiro Fernando Westphal, professor do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), comparou as categorias de vidro, suas diferenças e propriedades. O empresário Roberto Papaiz, fundador e presidente do Instituto de Tecnologia da Construção (Itec), por sua vez, mostrou como é possível alcançar conforto acústico nos imóveis com persianas, demonstrando a influência dessas peças.

O empresário José Guilherme Aceto, diretor-geral da Avec Design, fez um comparativo entre as janelas Habitat, da Cebrace, e as janelas convencionais. Depois, Remy Dufrayer, gerente de Desenvolvimento de Mercado da Cebrace, em O papel do vidro e da esquadria no conforto acústico abordou os principais conceitos de acústica.

Já Michele Gleice da Silva, diretora técnica do Itec, em sua palestra As normas técnicas brasileiras da ABNT e as esquadrias, destacou o ensaio de simulação de rajadas de vento, que provoca o efeito de sucção nas esquadrias. O evento foi encerrado com a palestra do idealizador do VidroSom, Edison Claro de Morais. Diretor da Atenua Som e da Universidade do Som, ele apresentou um caso vindo diretamente de Hong Kong, na China, no qual um conjunto habitacional precisava lidar com o ruído causado pela proximidade de uma rodoviária e estação de trem.

Como ocorrem desde a sua primeira edição, o VidroSom contou também com o concurso de desenho A Poluição Sonora e a Minha Vida. As artes baseadas no tema vieram de alunos da Escola Estadual MMDC e Nova 4E, ambas de São Paulo. O lado social do evento foi mais além ainda: o valor arrecadado com as inscrições suas inscrições foi doado para o Pequeno Cotolengo Paranaense, instituição curitibana que atende duzentas pessoas com deficiências múltiplas.

O próximo VidroSom será realizado no ano que vem, em São Paulo, durante a Fesqua 2018.



Newsletter

Cadastre-se aqui para receber nossas newsletters