Atenção ao especificar o vidro para sua porta corta-fogo! - ABRAVIDRO
Vidroplano
Vidroplano


Atenção ao especificar o vidro para sua porta corta-fogo!

08/08/2018 - 18h58

Engana-se quem pensa que o vidro é frágil contra o fogo: hoje, o mercado conta com peças que oferecem uma barreira resistente contra as chamas. Nosso material, inclusive, pode ser usado em portas corta-fogo, seja na aplicação de visores envidraçados ou mesmo como uma porta inteiramente de vidro.

A porta corta-fogo é muito importante em qualquer projeto que precise dividir um espaço sem separar os dois lados por completo — em caso de incêndio, ela bloqueia não só a propagação do fogo, mas também a passagem de calor, fumaças e gases tóxicos.

Para garantir essa segurança, essa peça precisa atender uma série de regras e condições, indicadas na norma NBR 11742 Porta corta-fogo para saída de emergência, cuja revisão já passou por consulta nacional e será publicada em breve. A seguir, apresentamos quais são elas:

Vidros especiais para portas especiais!
Apenas vidros corta-fogo podem ser usados em portas corta-fogo. Eles são laminados especiais, feitos com camadas de temperados intercaladas com gel intumescente: quando esse gel entra em contato com altas temperaturas, ele reage e se expande, isolando o ambiente do calor que vem do outro lado.

A soma das partes!
Não basta que o vidro seja corta-fogo: todos os elementos usados no conjunto também precisam ser adequados para ter o mesmo tempo de resistência às chamas, incluindo caixilhos, silicones, parafusos de fixação, materiais de isolamento e outros componentes. No caso dos perfis, por exemplo, eles precisam ser tubulares, com os canais preenchidos com fibra cerâmica.

Instalação para profissionais capacitados!
A instalação desses sistemas exige que o vidraceiro tenha conhecimentos técnicos específicos para esse tipo de solução. Algumas fabricantes de perfis oferecem treinamentos para os profissionais vidreiros interessados em trabalhar com portas corta-fogo — vale a pena ouvir seu fornecedor. Além disso, nunca deixe de consultar caixilheiros especializados nessa área.

Avaliação rigorosa!
Antes de instalar a porta corta-fogo, todo o conjunto precisa ser ensaiado e aprovado em laboratório especializado. Além disso, sua aplicação depende da análise e aprovação do Corpo de Bombeiros do Estado em que o trabalho será feito: ele verifica se a classificação e o tempo de resistência da solução apresentada são adequados às necessidades do espaço e checam as certificações dos produtos a serem instalados.

Quer conhecer mais sobre vidros resistentes ao fogo? Vale a pena conferir a reportagem sobre o assunto na edição nº 534 de O Vidroplano. Boa leitura!



Newsletter

Cadastre-se aqui para receber nossas newsletters