Vidros de grandes dimensões: o tamanho certo para o projeto certo - ABRAVIDRO
Vidroplano
Vidroplano

O tamanho certo para o projeto certo

17/02/2017 - 19h49

O fornecimento e instalação de portas de vidro, mesmo aquelas de grandes dimensões, são trabalhos bastante comuns para vidraceiros. Hoje, eles contam com uma grande variedade de opções com nosso material, além de inúmeras ferragens e acessórios para diferentes tamanhos. Mas, por mais que possa parecer uma atividade corriqueira, todo cuidado é pouco, pois qualquer erro na hora de especificar o vidro trará consequências, seja impedindo que a porta se encaixe no vão, ou tornando-a pesada demais para as ferragens de fixação. E, quando o projeto do cliente envolve uma porta que foge do padrão de mercado, com tamanhos maiores, os riscos aumentam.

A seguir, saiba os cuidados que devem ser tomados na hora de dimensionar uma porta de vidro, conheça as normas para esse trabalho e confira soluções para projetos que fogem do tamanho convencional.

vp_vidracaria-conlumi

Altura nem um pouco desprezível
Onde: residência em São Paulo, projetada pelo arquiteto João Armentano
Portas: de correr, com quase 5 m de altura, sustentadas por esquadrias de alumínio da Linha Infinite
Fornecedores: Conlumi (processamento dos vidros) e Viametal (esquadrias)

Sem limites, mas com conhecimento
Embora grande parte das portas de vidro não costume ter altura acima de 2,4 m ou largura maior que 1,2 m, Simone Campolongo, gerente-comercial da processadora Brazilglass, aponta que não há limitações para seu tamanho “desde que sua instalação seja apropriada para suas dimensões e peso”.

 

vp_vidraçaria-calazans

Levando grandes recepções ao público
Quando: 2016
Onde: ambiente Loja Casa Cor (do arquiteto Gustavo Calazans), na Casa Cor São Paulo
Portas: de correr, temperada, cada uma com 3 m de largura e 2,3 m de altura, com caixilhos da linha Gold IV
Fornecedores: Cebrace (fabricante), Pacaembu Vidros (processadora) e Alcoa (esquadrias)

 

Para isso, ela explica que o especificador deve seguir as determinações e cálculos contidos na norma NBR 7199 — Vidros na construção civil – Projeto, execução e aplicações, cujo texto revisado foi publicado do no ano passado (leia a reportagem de capa da edição de agosto de 2016), como sua resistência à pressão de ventos, principalmente no caso de portas encaixilhadas em dois a quatro lados.

Para portas com fixação pontual (em dobradiças ou roldanas) Angelo Arruda, diretor da Vidrosistemas, avisa que os cálculos para especificação do vidro devem ser feitos por meio de softwares específicos para esse trabalho, como os desenvolvidos pela norte-americana ANSYS. Quanto às estruturas de fixação, ele aconselha consultar as fabricantes de ferragens: “Essas empresas já têm as dimensões e peso máximos que seus produtos são capazes de suportar padronizados e definidos.”

Além disso, preste atenção no tipo de vidro a ser usado. Alexandre Olivieri, diretor-comercial da Vipdoor, lembra que portas de vidro laminado precisam ser encaixilhadas ou ter suas bordas protegidas.

Porta à frente do seu tempo Quando: 2002 Onde: residência em Sorocaba (SP) Porta: pivotante, de temperado incolor 10 mm, com duas folhas móveis (cada uma com 1,5 m de largura e 2,5 m de altura) e fixação com pivotantes de aço inox (inexistentes no mercado nacional na época) Fornecedores: Angelo Arruda (projeto e execução)

Porta à frente do seu tempo
Quando: 2002
Onde: residência em Sorocaba (SP)
Porta: pivotante, de temperado incolor 10 mm, com duas folhas móveis (cada uma com 1,5 m de largura e 2,5 m de altura) e fixação com pivotantes de aço inox (inexistentes no mercado nacional na época)
Fornecedores: Angelo Arruda (projeto e execução)

 

Portas pivotantes
- Sem esquecer as folgas: William Castro, gerente de Produto na linha de Door Control da dormakaba, explica: “As dimensões das portas são definidas conforme o vão disponível que se queira fechar com uma porta, seja de vidro ou outro material”. A largura e altura de uma porta pivotante são calculadas pela medição horizontal e vertical do vão, subtraindo de cada uma as folgas preestabelecidas.

- Atenção às limitações das ferragens: As fabricantes de dobradiças e demais ferragens apresentam aos clientes os limites de tamanho e peso que elas conseguem suportar. Além disso, Castro aconselha: “Toda porta de vidro com largura maior que 1,2 m deve ter um perfil de proteção encaixado em sua parte inferior em toda a sua extensão, por questões de segurança, enquanto para vidros com largura maior que 1,4 m e altura acima de 3 m, é recomendável encaixar esse perfil também na parte superior da porta”.

- Não é só uma questão de seguir as regras: Claudio Passi, diretor-geral da Conlumi, lembra a importância de obedecer as indicações presentes na NBR 7199, bem como as orientações das fabricantes das ferragens aplicadas, não é simplesmente um cumprimento de regra, mas uma questão de funcionalidade. “Não seria interessante ter uma porta gigantesca e seu sistema de funcionamento emperrar para abri-la ou fechá-la”, comenta.

Portas de correr
- Anote a fórmula — José Guilherme Aceto, diretor da Avec Design, aponta que, para portas de correr apoiadas em dois lados (no piso e no trilho superior), a espessura dos vidros é calculada da seguinte forma:

e = (L x √P)/6,3

e = espessura (em mm)
L = altura –> borda livre maior (em m)
P = pressão de ventos (em Pa)

Obs.: segundo a NBR 7199, após o cálculo da espessura, deve-se fazer a validação da “flecha” do vidro e conferir se os valores encontrados atendem aos critérios admissíveis.

- Os desafios: Nas portas de correr, Aceto aponta que os problemas de estanquidade (capacidade de impedir a entrada) de água, resistência a ventos, estética e segurança são comuns. Por isso, mesmo para aplicações de vidro temperado, ele aconselha: “Usamos o sistema de vidro encapsulado em silicone, ou VES, para garantir a proteção das bordas, acoplamento perfeito entre os vidros e sua vedação inclusive acústica, além de agregar beleza ao conjunto”.

Vedação garantida Onde: apartamento duplex, em São Paulo Porta: de correr, com temperados 10 mm, cada um com 2,4 m de altura encaixilhados com sistema VES Fornecedores: Avec Design (sistema VES e instalação)

Vedação garantida
Onde: apartamento duplex, em São Paulo
Porta: de correr, com temperados 10 mm, cada um com 2,4 m de altura encaixilhados com sistema VES
Fornecedores: Avec Design (sistema VES e instalação)

 

 

Portas automáticas
- Alcance do sensor: A altura é uma das principais preocupações ao especificar vidros para portas automáticas: “Se a porta for mais alta do que o alcance do sensor para sua abertura e fechamento, ele não vai detectar crianças, carrinhos ou as pernas das pessoas em movimento”, explica o engenheiro Pedro Paulo Skrobot, da Prime Portas.

- Conhecendo seus limites: O alcance do sensor varia de acordo com a fabricante do sistema das portas automáticas — dessa forma, a arquiteta Ravena Mello, responsável pela área comercial da Manuminas, alerta que o acompanhamento da empresa de automação contratada é fundamental durante sua instalação.

- Fique atento à norma: Vale lembrar que portas automáticas contam com uma norma própria da ABNT, a NBR 16025 — Sistemas de portas automáticas – Requisitos e métodos de ensaio. Ela aponta que apenas vidros temperados ou laminados podem ser usados nessas portas, mas não determina o tamanho ou espessura das folhas. “O que predomina na especificação, além da altura, é o peso das folhas móveis que o sistema consegue suportar”, comenta Alexandre Souza, diretor-executivo da Edlei.

 

‘Parede móvel’ de vidro Onde: residência em São Paulo Porta: automática, com três folhas de temperado, cada qual com 1,9 m de largura Fornecedores: Vipdoor (especificação e desenvolvimento do sistema de porta automática)

‘Parede móvel’ de vidro
Onde: residência em São Paulo
Porta: automática, com três folhas de temperado, cada qual com 1,9 m de largura
Fornecedores: Vipdoor (especificação e desenvolvimento do sistema de porta automática)

Ferragens para grandes dimensões: sim, elas existem!
Um dos desafios para quem pretende instalar portas de grandes dimensões é encontrar ferragens que atendam o seu projeto. “Caso a porta seja de temperado 10 mm, por exemplo, o mercado geralmente trabalha com vidros com altura entre 2,2 e 2,4 m, e largura de, no máximo, 1,2 m”, comenta Angelo Arruda, diretor da Vidrosistemas. “Por isso, as ferragens padronizadas são fabricadas para uso com essas dimensões, podendo não suportar vidros maiores.”

Essa dificuldade também é apontada por João Rett, técnico da Glass Vetro, cujas ferragens são voltadas para portas de tamanho padrão. Felizmente para quem quer uma porta fora do convencional, ele ressalta: “No Brasil, há vários fabricantes de ferragens de tamanhos e capacidades diferentes.”

Esse é o caso da Glasspeças, por exemplo. Segundo Cirilo Paes, responsável técnico da empresa, embora suas ferragens para portas grandes atendam dimensões máximas de 1,4 x 3 m, ela pode desenvolver produtos especiais para vidros com outras dimensões e espessuras, a pedido do cliente.

Seja como for, o mercado já dispõe de ferragens capazes de suportar portas de peso e tamanho acima dos convencionais. Confira algumas delas a seguir.

vp_vidraçaria-dormakabaSistema Mundus
Empresa: dormakaba
Para portas: pivotantes, de até 200 kg

 

vp_vidraçaria-glassvetro2

 

Sistema para portas pivotantes
Empresa: Glass Vetro
Para portas: pivotantes, de até 130 kg

 

 

vp_vidraçaria-glasspecas1

 

Dobradiças 1101PG e 1103PG
Empresa: Glasspeças
Para portas: pivotantes, de até 1,4 x 3 m e espessura de 10 mm

 

 

Saiba o peso do seu vidro
Você se lembra do cálculo usado para descobrir quanto pesa cada peça de vidro plano? Siga sempre a fórmula abaixo:

Peso (em kg) = 2,5 x área (em m²) x espessura (em mm)

Como exemplo, uma peça de vidro com área de 3 m² e espessura de 10 mm pesará 2,5 x 3 x 10 = 75 kg.

 

Fale com eles!
Alcoa — www.alcoa.com/brasil
ANSYS — www.ansys.com
Avec Design — www.avec.com.br
Brazilglass — www.brazilglass.com.br
Cebrace — www.cebrace.com.br
Conlumi — www.conlumi.com.br
dormakaba — www.dormakaba.com
Edlei — www.edlei.com.br
Glasspeças — www.glasspecas.com.br
Glass Vetro — www.glassvetro.com.br
Gustavo Calazans Arquitetura — www.gustavocalazans.com.br
João Armentano — www.joaoarmentano.com
Manuminas — www.manuminas.com.br
Pacaembu Vidros — www.pacaembuvidros.com.br
Prime Portas — www.primeportas.com.br
Viametal — www.viametal.com.br
Vidrosistemas — www.vidrosistemas.com.br
Vipdoor — www.vipdoor.com.br

Este texto foi originalmente publicado na edição 530 (fevereiro de 2017) da revista O VidroplanoLeia a versão digital da revista.



Newsletter

Cadastre-se aqui para receber nossas newsletters