Como sobreviver em ambiente tão volátil? - ABRAVIDRO
Vidroplano
Vidroplano

Como sobreviver em ambiente tão volátil?

19/06/2018 - 12h00

Realizada há pouco mais de um mês, a Glass South America foi um bálsamo de otimismo. O clima positivo refletia a expectativa do empresariado, detectada no Panorama Abravidro para o ano de 2018 divulgado durante o evento.

Mas logo em seguida à feira vieram as manifestações dos caminhoneiros, travando as estradas brasileiras, derrubando vendas e impossibilitando entregas de matéria-prima e também de produtos processados, com forte impacto no faturamento de toda a indústria e, consequentemente, no PIB do País.

E quando as estradas foram liberadas, foi a vez de as usinas de base anunciarem aumento significativo nos preços de seus produtos, o segundo do ano. Num cenário em que ainda não houve efetiva recomposição dos estoques e em que a oferta do mix de produtos segue comprometida, os aumentos deixam o mercado em estado de alerta.

O ambiente político e econômico brasileiro segue em alto grau de volatilidade e parece ter virado o País de cabeça para baixo. A indústria brasileira vive momentos difíceis. O dólar segue em alta, com valorização de cerca de 18% nos seis primeiros meses do ano. A energia para uso industrial, insumo básico para o processador de vidro, teve reajuste de mais de 30% anunciado em Minas Gerais no último trimestre, o que deve ser uma tendência para outros Estados. O preço do gás, essencial para as usinas de base, sofreu aumento de 21%. Frete, combustível e outras despesas seguem o mesmo ritmo.

Em meio a toda essa turbulência, com a percepção de risco aumentando a cada minuto, é inevitável que, como empreendedores, nos perguntemos sobre como nossas empresas vão sobreviver e gerar lucro. A resposta certamente passa pela recuperação do valor do vidro — e é um debate que vai além da venda de produtos com valor agregado e outros pontos que defendemos regularmente. Trata-se de uma discussão estrutural, sobre empresas trabalhando de forma ética e responsável e o setor, como um todo, atuando em prol de sua recuperação e desenvolvimento.

José Domingos Seixas
Presidente da Abravidro
seixas@abravidro.org.br

Este texto foi originalmente publicado na edição 546 (junho de 2018) da revista O Vidroplano. Leia a versão digital da revista.



Newsletter

Cadastre-se aqui para receber nossas newsletters